Faça uma doação
Voltar
Moradora de Belágua e associada da Apcef/MA ressaltam o valor da doação
Em depoimentos para a plateia do Inspira 2019, a moradora Maria dos Milagres agradeceu às transformações por que passou e a empregada da Caixa mostrou que ajuda também se oferece com habilidades

O munícipio de Belágua (MA) é um exemplo claro de que as parcerias entre instituições, comunidade e municípios, em prol de um projeto de responsabilidade social como o Movimento Solidário, podem transformar a vida das pessoas


O testemunho de Maria dos Milagres Silva, durante o Inspira Fenae, na manhã deste sábado (27), mostrou como e possível fazer a diferença. “Tenho 37 anos e 10 filhos. Vivo da roça e do Bolsa Família, junto com o meu marido. Mesmo assim, faltava tudo: de roupa a comida”, disse a moradora da comunidade Preazinho, localizada no município de Belágua, ao se apresentar à plateia.


A convidada contou sobre a realidade das comunidades antes e depois da atuação dos projetos de geração de renda e desenvolvimento sustentável naquela região. Emocionada, Maria dos Milagres lembrou, com lágrimas, do dia em que não havia comida suficiente para dividir com os filhos: “Eu sabia que naquele dia só tinha arroz e farinha. Toda mãe sabe da dor que sentimos quando o filho diz que está com fome e não temos muito a oferecer”.


Ao abordar o tema “A transformação que me permitiu uma nova vida”, Milagres deu detalhes das mudanças ocorridas desde outubro de 2017. Segundo ela, a esperança de uma vida mais digna aconteceu quando ela e a comunidade da região começaram a realizar as primeiras produções nos projetos coletivos de piscicultura, de horta e de abelha nativa.


“Os projetos da Fenae não são apenas de doação de roupa ou de comida. Eles vieram para o Maranhão nos ensinar a produzir. A transformação de que falo é sobre a nossa comunidade que hoje tem uma alimentação saudável e nossas crianças conseguem ir para a escola”, comenta.


A moradora da comunidade Preazinho agradeceu a todos os empregados Caixa, à Fenae e aos diretores, em particular, pela contribuição dada a todas as 25 famílias da região.


Desde 2015, quando começou a atuar em Belágua, o Movimento Solidário já mudou a realidade de 15 comunidades rurais no município. Em três anos, quase 1200 pessoas – a grande maioria, crianças – foram beneficiadas por diversas ações.


Experiência que enriquece


A associada da Apcef do Maranhão, Maria Luceni, compartilhou com os participantes do Inspira o sentimento de gratidão que vivenciou desde que fez a primeira visita nas comunidades de Belágua (MA), onde o Movimento Solidário da Fenae atua com projetos de geração de renda e de desenvolvimento sustentável.


“A transformação no mundo começa em você! É algo que vem quando temos a oportunidade de ajudar. A transformação começa em nós mesmos e isso faz a diferença”, disse a empregada da Caixa que viu de perto, nas comunidades de Belágua, o que as doações são capazes de fazer na vida de muita gente.


Luceni esclareceu que é preciso pensar em doações além da questão financeira. “A oportunidade de ajudar pode aparecer em qualquer lugar, perto de casa, no bairro ou longe e de várias maneiras. Ajudar não significa apenas dinheiro, ela pode ser feita também com as habilidades que temos”.


Como recado para os empregados da Caixa que estão participando do Inspira Fenae, Maria Luceni lançou a frase: “Sozinho vamos mais rápido, mas juntos vamos mais longe” para lembrar a todos que é importante unir forças para ajudar uns aos outros.

Últimas notícias de Belágua