Faça uma doação
Voltar
Parcerias com Movimento Solidário alavancam economia solidária em Belágua
O que mais impressiona a quem acompanha o trabalho do Movimento Solidário em Belágua (MA) é ver que os resultados obtidos superam as expectativas mais otimistas. Todos os projetos implantados nas comunidades, seja de criação de galinhas, peixes ou codornas, seja de plantio de hortas comunitárias, já produzem mais do que o necessário para o consumo das famílias. E com a parceria do estado e do município, começam a tomar corpo o escoamento e a venda da produção excedente.

Além de ter cadastrado os produtores no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) para a merenda escolar, às terças-feiras, de 15 em 15 dias, a prefeitura vai às comunidades buscar os produtos e cede as barraquinhas para a realização de uma feirinha na sede da cidade. Na última realizada, José Elias Barros da Silva, da comunidade Mocambo 1, comemorou a venda de todos os peixes que levaram, mais de R$ 600 reais. “Não deu para quem quis, ficamos muito felizes, porque com esse dinheiro iremos continuar a investir na melhoria das condições de vida de nossa comunidade”, afirmou o líder comunitário.


Como eles não pagam o transporte nem a infraestrutura para a feira, acertaram com a prefeitura a venda a preços convidativos. O quilo da tilápia, por exemplo é vendido a R$ 10. Com isso, estão proporcionando alimentos de qualidade para toda a população e fazendo o dinheiro circular no município. “É a verdadeira economia solidária se fazendo aqui em nosso município, graças ao pontapé inicial proporcionado pelos que colaboram com o Movimento Solidário”, disse o secretário de Agricultura de Belágua, José Barros de Souza, o Neto.


O estado do Maranhão, além de estar programando um curso de capacitação em gestão para os líderes comunitários, está fornecendo biofertilizantes para uso nas hortas comunitárias, que não usam adubos químicos. “É gratificante ver a alegria das famílias ao verem sua realidade mudar e ao mesmo tempo estarem comercializando alimentos de qualidade, a preços justos”, destacou Domingos Souza, responsável pelo acompanhamento do projeto no município.


“Vale lembrar que nada disso estaria acontecendo se não fosse a iniciativa solidária dos empregados da Caixa. Os excelentes resultados apresentados é fruto da união de todos em prol do bem comum. Vamos continuar avançando nas ações que já estão mudando a vida dos moradores de Belágua”, avalia Jair Ferreira, presidente da Fenae.


Fonte: Fenae.


Data: 03/08/2017

Últimas notícias de Belágua