Faça uma doação
Voltar
FENAE E MORADIA E CIDADANIA DIALOGAM SOBRE O NOVO EDITAL DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Nesta terça-feira (10), os gestores das Associações do Pessoal da Caixa (Apcefs); a Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) e a Moradia e Cidadania se reuniram para avaliar a elaboração do 2º Edital de Desenvolvimento Sustentável. Além dos membros do comitê gestor, participaram da reunião presidentes de 24 Apcefs.

Ao dar início a reunião, o presidente da Fenae, Sergio Takemoto, destacou ser motivo de grande satisfação ver a união de todos para a criação deste segundo edital, visto que o primeiro edital foi um extraordinário sucesso. “É uma honra estar conversando com vocês sobre esta parceria da Fenae com a Moradia e Cidadania e as Apcefs de todo o país. Espero que a gente consiga fazer um trabalho maravilhoso desenvolvido pela ONG e Apcefs nos seus estados.

Segundo o presidente, este edital é a realização de um sonho que compreende em unificar o trabalho das Apcefs com a Moradia e Cidadania. “Quando a gente vê a realização, o envolvimento, a dedicação de todos, o interesse aumentando e mais pessoas querendo se envolver no projeto, é um motivo de muita alegria”, disse.

Para ele, além de todo o papel social efetivado pela Caixa, um outro fundamental diferencial são os seus trabalhadores e trabalhadoras, pois são eles que criaram as estruturas da Apcefs e criaram a ONG Moradia e Cidadania. “Duas entidades criadas e mantidas pelos empregados e empregadas do banco público. É uma coisa fantástica! São entidades que oferecem lazer, cultura, entretenimento, acomodações de norte ao sul do país, além de uma organização que tanto faz pelo povo brasileiro. Nada mais natural do que as unir em prol de um grande trabalho que leva cidadania, igualdade e oportunidade para quem tanto precisa”, acrescentou emocionado.

Na ocasião, foram apresentados os principais pontos do 2º edital, entre eles os eixos de atuação e o objetivo do projeto, que consiste em contribuir para a melhoria da qualidade de vida das comunidades em situação de vulnerabilidade existentes nos entornos das Apcefs e de outras comunidades selecionadas, na realização de projetos, com ênfase em três eixos principais, tais como educação complementar, segurança alimentar e inclusão produtiva.

Além dos três eixos de atuação, os presidentes das Apcefs puderam apresentar sugestões para serem incluídas nesta segunda edição do edital, entre elas, ampliar o leque de atuação com projetos esportivos e culturais.

Após receber as sugestões feitas e depoimentos emocionados vivenciados pelos presidentes das Apcefs, o diretor da Região Norte da Fenae e membro do comitê gestor, Jerry Fiusa dos Santos, disse que o próximo passo será a união das ideias com a coordenação da Moradia e Cidadania e das Apcefs para finalizar a segunda edição do edital. “Acreditamos que mais Apcefs participarão do 2º Edital. As sugestões de todos enriquecem as ações do trabalho social que temos como potencializar consolidando tão forte parceria entre as entidades”, destacou Jerry.

“Quando a gente discute coletivamente e traz as ideias para debater, o projeto fica muito mais rico. Agradecemos todas as sugestões e iremos trabalhar em cima destas propostas para ampliarmos o leque de atuação nas comunidades e estreitar a aproximação dos empregados e empregadas da Caixa, para que eles possam conhecer também este lado social”, concluiu Takemoto.

A divulgação do 2º edital será realizada de 16 a 30/05. As inscrições de projetos devem ser feitas de 01 a 30/06/2022. A análise dos projetos será feita de 01 a 31/07 e a divulgação dos projetos aprovados de 01 a 15/08.

.

Últimas notícias de Belágua