Faça uma doação
Voltar
Belágua 2019/2020: novas comunidades atendidas, mais projetos estruturantes e ações para enfrentar a pandemia
Com a crise do Covid, a prioridade em 2020 foi garantir equipamentos de saúde e dar segurança alimentar para as famílias

No ano de 2019 o trabalho do Movimento Solidário foi homenageado em Belágua, com a concessão do título de cidadão honorário ao então presidente da Fenae, hoje presidente do Instituto Fenae Transforma, Jair Ferreira, à presidente da Apcef Maranhão, Gisele Menezes e a coordenadora do projeto Movimento Solidário, Denise Viana. A proposta feita pelo vereador Carlos Reis foi aprovada por unanimidade pela Câmara Municipal.

Reis, ele próprio voluntário do projeto desde o seu início, justificou sua homenagem: 'Quero que essas pessoas saibam que terão a gratidão eterna dos moradores do município. A Giselle, por ter sugerido Belágua para receber o Movimento Solidário, o senhor Jair por conduzir a Fenae e apoiar totalmente as ações e a Denise por sua dedicação e diálogo com as comunidades. As comunidades já atendidas não apenas mudaram, se transformaram e isso ninguém tira mais da gente', ressaltou.

Em 2019 mais 11 projetos foram implantados: cinco poços artesianos, três tanques para piscicultura e dois de suinocultura, e um de saneamento básico, com a construção de nove banheiros individuais, num investimento de mais de 127 mil. As comunidades beneficiadas foram Cupira, Cocalzinho, Marajá, Rio do Najá, Pó, Santana, Riachinho, Deserto 2, Preazinho, Pau Alto e Vertente. Foram beneficiadas 189 famílias e 760 pessoas impactadas pelo projeto. Além destes nove projetos nas comunidades rurais, naquele ano o programa doou 15 computadores para a prefeitura instalar nas escolas.

Prevenção

Logo no início deste ano de 2020 foram implantados dois projetos, um poço artesiano e um tanque de piscicultura nas comunidades Brandura e de Cabeceira da prata, com 24 famílias beneficiadas. Também foi reestruturada a produção de mel e conservação de abelha em Preazinho, com lançamento da marca de mel Flor Mirim.

Mas com o início da pandemia do coronavirus, a prioridade foi fazer uma campanha emergencial de Covid 19 nas 27 comunidades. Nos meses de abril e maio foram distribuídas 430 cestas básicas, com a inclusão de material de higiene e desinfecção. Foram 784 crianças e um total de 1813 pessoas beneficiadas na ação. Mais uma vez os empregados Caixa mostraram sua solidariedade e o programa arrecadou mais de R$ 116 mil na campanha emergencial.

'Quando vejo os resultados do Movimento Solidário, lembro do início de tudo, com o idealismo do então presidente da Fenae José Carlos Alonso, há 15 anos em Caraúbas (PI). O conhecimento e atuação lá já fez com que as comunidades em Belágua evoluíssem muito mais rapidamente no rumo de sua autonomia. O eu posso desejar é que esse movimento seja cada vez mais conhecido entre os empregados da Caixa, para que mais e mais corações dentro da empresa abracem essa causa, de levar cidadania a pessoas que muitas vezes nem sabe o que é isso', afirmou Francisca de Assis, diretora de Impacto Social da Fenae.

Últimas notícias de Belágua