Faça uma doação
Voltar
Comunidades de Belágua irão receber em breve uma tonelada de alimentos
Município foi incluído na ação Mais Cidadania junto ao Plano Mais IDH do Governo do Maranhão, em parceria com o Movimento Solidário. Logística de entrega será preparada pela Prefeitura local. O benefício vai para 150 famílias da região

Na próxima semana, como resultado de uma parceria da ação Mais Cidadania junto ao Plano Mais IDH do Governo do Maranhão com o Movimento Solidário, programa de responsabilidade social da Fenae e das Apcefs, a cidade de Belágua (MA) irá receber mais de uma tonelada de alimentos. O município, considerado um dos mais pobres do país, ficou entre os três selecionados no estado, cabendo à Prefeitura local preparar a logística de entrega. Serão beneficiadas 150 famílias de 10 comunidades.

Com cinco anos de atuação em Belágua, o Movimento Solidário é parte importante dessa história. Na região desde 2015, o programa, de acordo com o secretário adjunto de Promoção de IDH do Governo do Maranhão, Bruno de Castro Lacerda, vem fazendo a diferença na vida de centenas de famílias, ajudando com seus projetos a garantir dignidade e direitos humanos para quem mais necessita.

Bruno Lacerda opina que os princípios e objetivos do Movimento Solidário são convergentes com o Plano Mais IDH conduzido pelo governo maranhense, que atua na redução das desigualdades sociais e da pobreza extrema nos 30 municípios mais vulneráveis. “Convergem ainda com a ação Mais Cidadania, que nasce da sociedade civil e se fortalece nas parcerias, com foco na luta contra a fome e em defesa da vida no Brasil”, declara.

O secretário adjunto maranhense afirma que, nessa soma de iniciativas, todos saem ganhando e o povo de Belágua, mesmo em distanciamento social por causa da pandemia, terá o melhor resultado, com comida na mesa e sorriso no rosto.

Para Denise Viana, coordenadora do programa de desenvolvimento sustentável do Instituto Fenae Transforma, “a entrega de uma tonelada de alimentos é uma conquista importante das comunidades do município, ao mesmo tempo que valoriza todo um trabalho conjunto entre diversos agentes sociais”.

De acordo com Denise, o Movimento Solidário sabe a importância de realizar projetos estruturantes para garantir segurança alimentar e inclusão produtiva, sem deixar de intervir com ações emergenciais em situações que impõem essa necessidade.

“Com o cenário instaurado pela pandemia, muitas famílias tiveram suas fontes de renda comprometidas pela instabilidade que assola o mundo. Sabemos que essa entrega de alimentos irá fazer toda a diferença na mesa dos beneficiados pelo programa”, comenta.

Na avaliação da presidente da Apcef/MA, Giselle Menezes, na busca para reduzir situações de vulnerabilidade no município, as doações feitas por empregados da Caixa caminham juntas com o engajamento das famílias que abraçam os projetos do Movimento Solidário e passam a construir alternativas autônomas e solidárias de sobrevivência.

“É muito importante para Belágua que as comunidades onde o Movimento Solidário atua sejam contempladas pela Ação pela Cidadania, amenizando um pouco a fome deste município tão necessitado. Mais um benefício da parceria Movimento Solidário e Governo do Estado do Maranhão, que foca no fortalecimento e no desenvolvimento sustentável das comunidades com baixa renda”, comemora a presidente da Apcef/MA.

Atualmente, cerca de 30 comunidades de Belágua são atendidas pelo Movimento Solidário, numa atuação que leva empoderamento para as famílias mais vulneráveis. Há registro de avanços na saúde, educação e na assistência social. As ações têm possibilitado a subida do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do município, saindo de muito baixo (0,320) em 2000 para baixo (0,512) em 2010. As iniciativas na área de desenvolvimento humano, entretanto, seguem de acordo com o que a Organização das Nações Unidas (ONU) recomenda em seus Objetivos do Milênio.

Últimas notícias de Belágua