Faça uma doação
Voltar
Movimento Solidário completa 6 anos de atuação em Belágua/MA
Ao longo desse tempo, Fenae e Apcefs realizaram projetos que impactaram positivamente para o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) no município maranhense

Foi em 6 de Julho de 2015 que o Movimento Solidário, programa de desenvolvimento sustentável da Fenae, iniciou sua atuação no município maranhense de Belágua. À época, Belágua figurava entre os piores resultados de acordo com o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do país.

Para apoiar a comunidade em busca de melhores resultados, o Programa iniciou suas intervenções com um processo de diagnóstico da realidade local e, percebendo a necessidade de atuar emergencialmente em algumas questões básicas, como falta de alimento, vestimentas e baixo, acesso à assistência médica, realizou uma série de parcerias e arrecadações para entregar cestas básicas, roupas, calçados e realizar mutirões de consultas e exames médicos. Nessa etapa, crianças, idosos e pessoas com deficiência foram prioridade nos atendimentos. Centenas de famílias receberam filtros de barro para garantir acesso à água adequada para consumo, centenas de kits escolares e de higiene foram distribuídos.

O presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Sergio Takemoto, destaca o avanço alcançado pelas comunidades com o apoio do Movimento Solidário. 'Com a participação coletiva avançamos em índices importantes para o desenvolvimento de Balágua. A geração emprego e renda com base nos interesses da própria comunidade e considerando o aproveitamento das aptidões naturais e culturais locais foi fundamental para o programa, trazendo uma mudança estruturante na realidade de cada família. Foram seis anos de muito trabalho e graças a participação dos empregados da Caixa podemos realizar esse projeto tão importante que levou empoderamento para as famílias'

'No entanto, nosso intuito sempre foi o de realizar projetos estruturantes. Para além da ação emergencial, pretendíamos implantar projetos que permitissem à Belágua ser um exemplo de transformação, com mais qualidade de vida para seus habitantes', explica Denise Alencar, coordenadora do Programa Movimento Solidário.

Foi assim que, em 2016, o Programa implantou 10 projetos em diferentes comunidades. Projetos criação de abelhas sem ferrão de piscicultura e avicultura, hortas e uma casa de farinha tiveram uma grande receptividade nas comunidades, engajaram seus moradores na gestão coletiva da produção e, desde então, diversos outros projetos similares foram implantados nas 32 comunidades beneficiadas pelo Movimento Solidário. O projeto de criação de abelhas sem ferrão gerou emprego e renda para as famílias, além de preservar o meio ambiente na região.

No total, foram 45 projetos que impactaram nos índices relacionados ao saneamento, à saúde e rendimento escolar. O acesso à água potável, por exemplo, subiu de 43% em 2015 para 61% em 2018, de acordo com dados levantados pelo Sistema Nacional de Informação sobre Saneamento sobre o percentual de domicílios com acesso à água potável.

A diretora de impacto social da Fenae, Francisca de Assis, ressalta que “em apenas seis anos, conseguimos envolver, comprometer e ajudar mais de 30 comunidades a encontrarem um plano de trabalho para gerar renda e combater a fome. O que há de mais importante é que, considerando o pouco tempo que estivemos lá, se compararmos com Caraúbas, a avaliação é de que o crescimento das comunidades, por meio de projetos que eles mesmos escolheram e assumiram, é sinônimo de um grande êxito!”

Uma das beneficiadas pelo projeto é a senhora Ana Lídia Carvalho, de 50 anos. Mãe de nove filhos, ela recorda em seu agradecimento outros projetos que foram fundamentais na transformação de Belágua: os 10 poços artesianos perfurados em diferentes comunidades e o Mel Flor Mirim, produto do manejo sustentável das abelhas nativas Tiúba e Uruçu. 'Quero agradecer a Fenae pelo projeto de peixe e pelo projeto da nossa horta. Mas também quero agradecer de coração pelo poço e pelo projeto das abelhas, o Flor Mirim, que é um sonho que ela [Fenae] realizou para nós'.

Fátima de Carvalho, liderança da comunidade de Preazinho e consultora da iniciativa recorda o início desse processo. “Começamos a atuar desde a ponta, mostrando a realidade do município a fim de selecionarmos as 10 primeiras comunidades. A história de Belágua era motivo de muita vergonha para o povo belaguense. Muita gente tinha vergonha de dizer que era de Belágua por conta do histórico. As comunidades passavam muita necessidade, fome de verdade. E a Fenae trouxe alegria de viver para as comunidades, trouxe uma realidade que permite às comunidades dizer: “eu sou vista, eu existo!”, comemora Fátima.

Conclusão dos projetos em Belágua

O Programa Movimento Solidário se prepara para atuar em novas localidades. Antes disso, além de publicizar os resultados sobre os impactos de suas intervenções ao longo desses seis anos de atuação em Belágua, o Programa também irá concluir os últimos projetos no município para que os belaguenses possam definir novas metas de desenvolvimento sustentável, agora partindo de uma nova condição.

Para participar dessa última etapa de transformação da realidade de Belágua, é possível contribuir fazendo doações doando por PIX utilizando a chave de e-mail instituto@fenaetransforma.org.br ou o CNPJ 09.225.342.0001/84.

Outra forma de contribuir, se você é empregado Caixa é adoando pontos que estão parados no Mundo Caixa , ou até mesmo próximos de expirarem. Eles podem ajudar a concluir com chave de ouro o processo iniciado em Belágua. Para doar pontos, basta acessar www.mundocaixa.com.br , fazer o login no Mundo Caixa e clicar no banner da campanha “Ponto a Ponto” .A partir da 50 pontos doados é possível fazer parte desta história de impacto social.

Últimas notícias de Belágua